SCP-004
Avaliação: 0+x
scp004.jpg
SCP-004-1

Item nº: SCP-004

Classe do Objeto: Euclídeo

Procedimentos Especiais de Contenção: Ao manusear os itens de SCP-004-2 a SCP-004-13 é vital que os devidos procedimentos sejam observados. Os objetos não devem ser removidos do local a não ser acompanhados por dois (2) funcionários de segurança de Nível 4. Os componentes de SCP-004 não devem passar através de SCP-004-1 em hipótese alguma. Os efeitos deste ato ainda são desconhecidos e, os custos deste tipo de experimento são alto demais para tornar a pesquisa viável. Se algum dos objetos contidos em SCP-004-1 violar a contenção ou se a instalação for violada, as chaves devem ser trazidas para dentro e a porta deve ser trancada antes da ativação dos explosivos locais da Área 62. A remoção não-autorizada das chaves da área de testes é motivo para rescisão imediata.

Uma autorização de Nível 1 é necessária para o acesso básico a SCP-004; uma autorização de Nível 4 é necessária para o uso de SCP-004-2 a SCP-004-13.

Descrição: SCP-004 consiste em uma velha porta (SCP-004-1) e um conjunto de doze (12) chaves de aço enferrujadas (SCP-004 2 até SCP-004-13). A porta é a entrada de uma fábrica abandonada em [DADOS EXPURGADOS].

Histórico Cronológico

07/02/1949: Um grupo de três jovens invadem uma propriedade federal perto de ██████████ e encontram a porta. De acordo com seu testemunho, eles encontraram um conjunto de chaves enferrujadas em um cofre de ferro e descobriram em qual porta elas se encaixavam. Os jovens foram presos após contactarem o Xerife █████████████████ quando um de seus amigos (SCP-004-CAS01) desapareceu.

07/03/1949: Autoridades locais encontram a mão direita decepada de SCP-004-CAS01 a uma distância de oito quilômetros de SCP-004-1. Outras partes do corpo de SCP-004-CAS01 são encontradas espalhadas em um raio de até 32 km da fábrica. Sob interrogatório, os jovens relatam às autoridades que após abrir a porta com uma das chaves, SCP-004-CAS01 foi decepado em diversos pedaços que, em seguida, desapareceram. A esta altura, a Fundação SCP assume a investigação.

07/04/1949: O Agente █████ da SCP adquire as chaves das autoridades locais para dar início a testes. Os testes revelam que SCP-004-2 a SCP-004-13 se encaixam em uma única tranca em uma porta grande e barrada no local. 12 funcionários Classe D são designados para testar os efeitos da porta. Das doze (12) cobaias, cada uma utilizando uma chave diferente, somente duas (2) sobrevivem. Abrir a porta com qualquer chave fora SCP-004-7 ou SCP-004-12 fez com que as cobaias fossem despedaçadas em diversas direções; no entanto, nenhuma parte decepada foi encontrada imediatamente. Até o presente momento só duas (2) partes de cada indivíduo foram recuperadas (exceto o indivíduo que utilizou SCP-004-█, cujas partes foram espalhadas próximo ao local). As partes não-encontradas, para todos os efeitos, deixaram de existir.

Dos sobreviventes, somente um (o que utilizou SCP-004-7) retornou ileso. O outro retornou em um estado beirando a catatonia, capaz somente de sair pela porta e cair no chão. O indivíduo teve que ser contido para evitar que arrancasse fora os próprios olhos (ver Apêndice A: Efeitos Mentais de SCP-004). A cobaia utilizando SCP-004-7 disse ter adentrado uma enorme sala, impossivelmente grande considerando o tamanho do prédio observado por fora. Após sua saída, SCP-004-1 foi deixada aberta e uma equipe armada de funcionários de Nível 3 entrou. Foi determinado que é impossível medir as dimensões da câmara e que a porta e os indivíduos que entram são a única parte da sala que pode ser percebida ou iluminada.

07/16/1949: Os jovens e o Xerife █████████████████ são rescindidos.

08/02/1949: █████████████████ é declarada uma área perigosa devido a "explosivos não-detonados" e cercas são erguidas para evitar a entrada de civis. São iniciados testes para determinar potenciais riscos à segurança durante exposição ao ambiente além de SCP-004-1.

12/01/1950: É confirmada a existência de anomalias espaço-temporais resultantes da exposição a SCP-004. Testes posteriores são suspensos até segunda ordem.

07/03/19██: Os pedaços desaparecidos de SCP-004-CAS01 aparecem inesperadamente fora de SCP-004-1. Apesar de sua morte ter ocorrido décadas atrás, os restos mortais de SCP-004-CAS01 não aparentam nenhum sinal de decomposição e ainda são mornos ao toque. O sangue permanece sem coagulação. Os restos são coletados para análise posterior.

07/04/19██: Os pedaços desaparecidos de uma das doze (12) cobaias do primeiro teste aparecem de maneira análoga aos de SCP-004-CAS01. Os restos mortais são designados como SCP-004-CAS02. Registros sugerem que tanto SCP-004-CAS01 quanto SCP-004-CAS02 utilizaram SCP-004-██.

03/21/1999: Com a enorme proliferação de armas nucleares e estando a Terceira Guerra Mundial a meros ██ anos no futuro, é iniciada a construção de uma instalação dentro de SCP-004-1. A instalação deverá conter suprimentos para manter ███████ pessoas/dias.

04/21/1999: █████████████████ ordena a expansão das instalações dentro de SCP-004-1, que agora deverá possuir capacidade de armazenamento emergencial para todos os espécimes portáteis de SCP-███ e para uma base de dados de ██ petabytes contendo todas as informações SCP. A instalação é agora denominada Área-62.

09/25/2000: Área-62 encontra-se operacional. Laboratórios e unidades de contenção foram concluídos e podem conter espécimes de alta periculosidade. É iniciada a criação de cópia da segurança da base de dados SCP.

01/25/2001: Devido a anomalias temporais (ver "Anomalias Espaço-Temporais" abaixo), todos os funcionários trabalhando na Área-62 devem obrigatoriamente residir no local em caráter permanente. As famílias destes funcionários devem ser informadas de que seus entes queridos pereceram em um acidente industrial. Corpos clonados são providenciados para funerais.

07/14/2003: Ocorre uma queda de energia em larga escala no nordeste dos Estados Unidos da América e em parte do Canadá. Devido a falhas técnicas em diversos geradores SCP, a Área-62 permanece sem eletricidade por cinquenta e três (53) minutos, e as pessoas no local sem qualquer fonte de iluminação durante este período. Os envolvidos reportam "sentir" criaturas e pessoas, apesar de não terem sido identificadas ou vistas as presenças de nenhuma entidade anormal. Um grupo de funcionários da instalação é selecionado para ler ████████████ (Apêndice A) e relatam que as criaturas "sentidas" possuíam o tamanho de humanoides mas, no restante, eram similares à criatura verde e enorme descrita no texto.

Anomalias Espaço-Temporais

SCP-004 parece propagar anomalias no espaço-tempo. Funcionários ao deixar a instalação relatam ter perdido tempo. Aqueles que permaneceram no local por semanas alegam só terem se passado alguns dias e os registros de suas atividades e quantidade de suprimentos consumidos suportam estas alegações. Outras anomalias temporais envolvem SCP-004-2 a SCP-004-13, em particular o reaparecimento de SCP-004-CAS01 e SCP-004-CAS02 exatamente ██ anos após terem utilizado SCP-004-██. ████████████████████ foi designado para investigar os aspectos destas anomalias. Anomalias espaciais incluem as dimensões impossivelmente grandes da área acessada através de SCP-004-7. Da mesma forma, o incidente ocorrido durante o blackout de 2003 sugere a presença de um plano alternativo de existência no mesmo local ocupado pela Área-62.

Outras Anotações

Testes em SCP-004 revelam que dez (10) das chaves abrem SCP-004-1 em uma dimensão onde as leis da física e da topologia diferem radicalmente das nossas. Indivíduos que encontram estas condições hostis são despedaçados e as partes de seus corpos realocadas a diversos locais, dos quais somente três parecem se situar na Terra. Corpos alocados a dois destes locais aparecem imediatamente, enquanto partes alocadas ao terceiro aparecem exatamente ██ anos no futuro. Os outros sete locais são atualmente desconhecidos.

Pesquisas atuais possuem dois focos. O primeiro é encontrar métodos para sobreviver às condições provocadas pelas topologias hostis de SCP-004. O segundo [DADOS EXPURGADOS] sugere que SCP-004-2 a SCP-004-13 podem abrir outras portas além de SCP-004-1.

Apêndice A: Efeitos Mentais de SCP-004

Todos os funcionários de Classe D que utilizaram SCP-004-12 retornaram em estado catatônico, incapazes de comunicação verbal. Alguns ainda possuíam forças suficientes para tentarem arrancar os próprios olhos. Das 16 cobaias, somente 4 sobreviveram. Somente uma recuperou a habilidade de fala após ser submetida a psicoterapia por longo prazo. Ele foi capaz de dizer ao psiquiatra que viu uma criatura verde maciça, tão grande que a maioria de seu corpo não cabia em seu campo visual. Ele também relatou ter sentido um medo inato e ter sido capaz de reconhecer a criatura imediatamente, "como se fosse algo que estava enterrado profundamente nos [seus] medos primitivos", além da relatar a implantação de memórias "incompreensíveis". O paciente apresenta amnésia aguda anterógrada e retrógrada.

Apêndice B

**Item nº:* SCP-004-14

Data de Descoberta: 09/02/1950

Origem do Objeto: Objeto descoberto na fábrica onde se localiza SCP-004-1, em um escritório de administração.

Descrição: O objeto aparenta ser uma caixa grande (182 cm X 129 cm) de madeira sem verniz. A caixa pode ser destrancada pela chave "segura", SCP-004-7, bem como por cinco das chaves "perigosas" (ver Documento SCP-004-1).

Ao destrancar SCP-004-14 com SCP-004-7, a caixa abre automaticamente com dobradiças. O volume do espaço interior é precisamente cinco vezes maior do que o sugerido pelas dimensões externas do objeto. Items inseridos em seu interior enquanto o objeto permanece aberto não alteram o seu peso ou qualquer outra de suas propriedades. No entanto, quando a tampa é fechada e caixa trancada, todos os itens em seu interior desaparecem irremediavelmente. Indivíduos trancados dentro da caixa também desaparecem de forma permanente. O desaparecimento de pessoas desta maneira parece afetar significativamente os sonhos vivenciados por [DADOS EXPURGADOS].


Artigo Original

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License