SCP-060
Avaliação: 0+x
0601.JPG
Espécimes de SCP-060, antes da contenção

Item nº: SCP-060

Classe do Objeto: Keter

Procedimentos Especiais de Contenção: O bosque contendo SCP-060 está contido em uma série de estufas especialmente construídas para este fim na Área-Satélite 66-060. Os espécimes devem ser podados regularmente para manutenção de seu tamanho.

Funcionários são proibidos de fumar em um raio de 5 km da Área-Satélite 66-060. Funcionários não devem portar isqueiros, fósforos, tasers, ou qualquer outra ferramenta capaz de atear fogo na Área-Satélite 66-060.

Espécimes de SCP-060 devem ser regados duas vezes por dia e a presença de matéria vegetal morta ou mudas deve ser verificada semanalmente. Matéria morta e mudas devem ser arrancadas, trituradas e transformadas em adubo na área designada do local, e então re-inseridas na câmara de contenção de SCP-060. Fragmentos de SCP-060 não podem ser retirados do local por nenhum motivo sem permissão explícita por escrito de dois ou mais funcionários de Nível 4.

Em caso de brecha de SCP-060-Alpha, funcionários devem entrar em modo de isolamento e ativar os sistemas supressores de incêndio do local. Sistemas de supressão de incêndio redundantes foram instalados pela Área, incluindo retardantes químicos e a base d'água utilizados juntamente em caso de brecha na contenção. Extintores portáteis devem ser constantemente disponibilizados.

A Câmara de Contenção 060-Alpha-001 é um compartimento circular de contenção criado para conter SCP-060-Alpha em experimentos. Esta câmara é construída de concreto com uma blindagem de 0,2 metros de amianto, e uma série de chaminés para ventilar calor durante a contenção. Encontram-se instalados nas paredes 24 projetores de CO2 posicionados a ângulos de 45º e ativados automaticamente na presença de temperatura excedendo 200ºC. Um quilograma de material de SCP-060 deve ser mantido na Câmara de Contenção 060-Alpha-001 para queima em caso de brecha.

Descrição: SCP-060 é um bosque de dezessete árvores de carvalho branco (Quercus alba). O bosque se estende por cerca de 8 acres no nordeste da zona rural de Minnesota. Uma casa na propriedade foi demolida para a construção da Área-Satélite 66-060, após ser averiguada por funcionários da Fundação em busca de informações relacionadas a SCP-060. Ver adendo.

Quando queimado, SCP-060 produz uma entidade doravante denominada SCP-060-Alpha. SCP-060-Alpha aparenta ser um esqueleto humano adulto animado com aproximadamente 2,3 metros de altura, rodeado de chamas brancas brilhantes. SCP-060-Alpha queima inicialmente a uma temperatura de 1500ºC e tenta causar o máximo de dano possível quando ativo. Queimar uma quantidade de SCP-060 com massa a partir de 20 gramas causa o surgimento de SCP-060-Alpha. Somente uma cópia de SCP-060-Alpha surge por vez; foi teorizado que SCP-060-Alpha seja uma única entidade.

0602.jpg
SCP-060-Alpha.

SCP-060-Alpha é extremamente perigoso, demonstrando ser hostil e relativamente inteligente. Aparenta ser uma única entidade recorrente, demonstrando familiaridade crescente com a disposição da Área-Satélite 66-060 ao longo de diversas manifestações. Quando tem a oportunidade, o objeto se atira em materiais inflamáveis buscando causar danos e ataca funcionários, focando em estrangulamento e agarrões. Além disso, demonstra ser capaz de correr a velocidades de até 80 km/h em distâncias curtas, e de saltar até 5 m de distância. Devido às temperatura extremas produzidas por SCP-060-Alpha durante os estágios iniciais de sua manifestação, em conjunto com suas habilidades físicas, o objeto é capaz de provocar incêndios incontroláveis de grande porte e danos extensivos se não for controlado. SCP-060-Alpha aparenta evitar a queima de espécimes de SCP-060 intencionalmente quando ativo.

Se SCP-060 for introduzido em um volume suficiente de água ou outro material retardante em um curto período de tempo, começará a enfraquecer até de desfazer em cinzas. Sua desintegração ocorre repentinamente e sem indícios; SCP-060-Alpha continua representando um risco até se desfazer completamente. O volume de material supressor necessário para subjugar SCP-060-Alpha é notavelmente menor do que se esperaria considerando a temperatura envolvida, sendo suficientes volumes de cerca de 500 litros.

As áreas queimadas por SCP-060-Alpha começam a gerar mudas de SCP-060 em um período de quatro a seis semanas. Somente uma leva de mudas é criada após uma brecha de contenção. Estas mudas são facilmente arrancadas e devem ser transformadas em adubo e inseridas na câmara normal de contenção de SCP-060.

Informações Adicionais Sobre SCP-060: O terreno contendo SCP-060 continha também uma casa queimada e segregada no momento de sua aquisição pela Fundação. De acordo com civis, o proprietário da casa era Johnathan Corhill, relatado como sendo um excêntrico solitário, com tendências amargas e niilistas. Sr. Corhill foi considerado desaparecido no final de 1996, alguns meses após ter cortado todos os contatos com amigos e familiares.

A última pessoa a ter contato com Johnathan Corhill foi seu irmão, Christopher, por um telefonema. De acordo com seu irmão, Corhill desenvolveu interesse no estudo de ocultismo da era vitoriana. Ademais, seu irmão relatou que Johnathan Corhill parecia normal até o telefonema, quando pediu a Christopher que nunca mais entrasse em contato. Mais tarde naquele ano, um carteiro visitou a residência para entregar um aviso de execução de hipoteca, encontrando somente os restos queimados da casa. Análises revelam que o incêndio começou na sala de estar, próximo à lareira; presume-se que SCP-060-Alpha surgiu na casa quando Corhill utilizou a madeira de SCP-060 na lareira. Considerando a natureza de SCP-060-Alpha, não se sabe o motivo pelo qual a entidade não destruiu completamente a casa durante esta manifestação. Nenhum resto mortal humano foi encontrado em seu interior.

O paradeiro de Johnathan Corhill é desconhecido.


Artigo Original

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License