SCP-105
Avaliação: 0+x
Imagens de SCP-105 removidos por ordens O5

Item nº: SCP-105

Classe do Objeto: Seguro

Procedimentos Especiais de Contenção: SCP-105 está implantado com um dispositivo de rastreamento pessoal e está alojado no Site-17. SCP-105 possui o privilégio de classe 3 (restrito) de socialização com o pessoal do site aprovados, concedidos com base na continuação do bom comportamento e cooperação com o pessoal da Fundação. Câmera pessoal de SCP-105 (designado SCP-105-B) deve permanecer em um cofre trancado na Zona de armazenagem de itens importantes do Site 19. Defesas de ação positiva Padrões (explosivos, químicos, biológicos, e memética) devem estar no local em todos os tempos, de acordo com um procedimento operacional padrão.

Em nenhum momento SCP-105 e SCP-105-B poderão entrar em contacto sem a aprovação de uma maioria de votos do Conselho O5.

Descrição: SCP-105 (Formalmente conhecida como Iris Thompson) é um ser humano do sexo feminino de ascendência européia. Registros indicam que SCP-105 nasceu em ████, fazendo-a ██ anos de idade no momento da aquisição. Ela tem cabelos loiros e olhos azuis, e no momento deste artigo, é de 1,54 metros de altura e 50 kg de peso. Ela não parece ter quaisquer características físicas fora do ordinário e parece ser, para todos os efeitos, um ser humano normal em boa saúde.

SCP-105-B é uma câmera Polaroid One Step 600, fabricada em 1982. O SCP-105-B não parecem ter quaisquer características físicas fora do ordinário e parece ser, para todos os efeitos, uma câmera Polaroid normal, funcionando normalmente para todas as pessoas com exceção de SCP-105.

Quando SCP-105 tem uma fotografia feita por SCP-105-B, a fotografia muda de uma imagem estática ao de uma imagem em tempo real da localização em questão. SCP-105 também é capaz de alcançar através da fotografia e manipular objetos dentro do alcance do ponto original em que a fotografia foi tirada. Pessoas que testemunham este relatório de manipulação vendo uma mão feminina desencarnada (determinada a ser de SCP-105), atingindo a partir de um portal invisível e realizar as ações indicadas. SCP-105-B e as fotografias tiradas pela referida câmera não têm propriedades incomuns quando usado por qualquer outra pessoa. SCP-105 demonstrou a habilidade de manipular objetos através de outras fotografias, mas afirma ser mais confortável usando SCP-105-B.

Apêndice 1: As circunstâncias da aquisição: SCP-105 foi trazido à atenção da Fundação logo após o assassinato de seu namorado. SCP-105 alegou ter estado ao telefone com a vítima no momento do seu assassinato, o que levou-a a correr para o seu lado, no entanto, registros telefônicos não correspondiam à sua história, tornando-a o principal suspeito no assassinato. SCP-105, em seguida, informou o advogado dela que ela tinha, de fato, testemunhado o assassinato através de uma fotografia que ela tinha tomado com o namorado vários dias antes. O advogado em questão desconsiderou a história e recomendou o sujeito a se declarar culpado. O sujeito recusou-se a fazê-lo e posteriormente fora considerado culpado de assassinato em primeiro grau e condenado à morte.

O sujeito foi recrutado ao corredor da morte e foi imediatamente transferido para Procedimentos de confinamento especial pendentes de confirmação de suas habilidades. Pessoal da Fundação recuperou SCP-105-B da casa de SCP-105 (substituindo-o por um modelo idêntico), e voltou a ela. Mais testes confirmaram as habilidades do SCP-105, e ele foi transferido para o Site-17, designado SCP-105.

Apêndice 2: Trecho do Log de Entrevista 105-08-4426, do dia ██/██/████

<Iniciar Log>

Dr.█████: Faça uma breve apresentação pessoal, incluindo a data e local de nascimento, e seu nome.

SCP-105: Ok… Meu nome é Iris Thompson, que nasceu em Phoenix, Arizona, em 12 de maio, ████.

Dr. █████: Otimo. Primeira pergunta, quando você se tornou consciente de suas habilidades?

SCP-105: Eu não tenho certeza, mas eu acho que eu tinha ou dez ou onze anos. Lembro-me, porque eu estava olhando para uma imagem do oceano, e notei que as ondas começaram a se mover.

Dr. █████: Como seus pais responderam quando você disse a eles?

SCP-105: Eles apenas disseram que eu tinha uma imaginação fértil.

Dr. █████: Quando você descobriu que você era capaz de manipular objetos através de uma fotografia?

SCP-105: Eu tinha doze anos, depois de minha família tinha tomado uma viagem ao Grand Canyon, eu acidentalmente empurrei uma pequena pedra sobre a borda. Depois que eu me tornei uma fanática por fotografias. Tirei fotos em todos os lugares, e para o meu aniversário de treze anos, Eu…

Dr. █████: (Interrompendo) Por favor, só responda as perguntas e nada mais.

SCP-105: Desculpe-me.

Dr. █████: Quantas fotos você pode se concentrar de uma só vez?

SCP-105: Eu comecei até dez de uma vez, mas eu tenho certeza que eu poderia fazer mais eventualmente.

Dr. █████: Você sabe por que eu estou te fazendo estas perguntas, Iris?

SCP-105: Não, senhor.

Dr. █████: Nós estamos a desenvolver um programa especial. Se ele passar, você vai ter a possibilidade de deixar este local e mover-se no mundo exterior. Tudo que pedimos em troca são alguns favores. Está interessada?

<Fim do Log>

Adendo 3: História do Serviço Móvel com Força Tarefa Móvel Omega-7:

Iris foi a segunda pessoa recrutada para Força Tarefa Móvel Omega-7 sob iniciativa da Caixa de Pandora. Ao contrário da equipe Able, que foi atribuído à greve e operações de captura, a equipe Iris tinha a missão primordial de reconhecimento e coleta de inteligência. A equipe Iris realizava mais de vinte missões em cooperação com a Comissão Bowe, e todas as indicações são de que essas missões foram realizadas rapidamente e sem incidentes.

O primeiro incidente disciplinar envolvendo SCP-105 envolveu a escalada de missões da equipe de reconhecimento da Equipe Iris. SCP-105 violentamente se opusera ao uso de suas habilidades para realizar assassinatos, mesmo depois de os membros da Comissão Bowe explicaram que disseram que essas ações seriam "para o bem maior para a paz mundial"1 SCP-105 tornou-se emocionalmente perturbada e tentou enganar o pessoal da Fundação em acreditar que seus traços anômalos haviam desaparecidos, o que foi desmentido por agentes da Fundação, que interceptaram SCP-105 após o Dr.D███████ tentar ajudar na sua escapatória da custódia da Fundação.

Após o fim da Box Iniciativa Caixa de Pandora, todas as equipes da Força Tarefa Móvel Omega-7 foram dissolvidas, e SCP-105 fora devolvida ao Site-17. Por causa do risco de segurança que representava, ela já não tem mais acesso à SCP-105-B.

Qualquer outra informação sobre a Força Tarefa Móvel Omega-7 está selada por ordem dos registros e Administração de Informação de Segurança.

Director ██████ ███, Registros e Administração de Segurança da Informação

Artigo Original

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License