SCP-108
Avaliação: 0+x
108.jpg
Visão do interior de SCP-108

Item nº: SCP-108

Classe do Objeto: Seguro

Procedimentos Especiais de Contenção: SCP-108 encontra-se contido inteiramente em Indivíduo 108-1. Indivíduo 108-1 deve ser contido em uma cela de contenção padrão medindo 3 m x 3 m, decorada com quaisquer objetos solicitado, exceto aqueles que representem alguma ameaça à segurança. Indivíduo 108-1 está autorizado a sair de sua cela, passear livremente e se alimentar no refeitório principal. Exames médicos devem ser realizados em Indivíduo 108-1 diariamente; os filtros devem ser trocados conforme necessário.

Descrição: SCP-108 é acessível pelas narinas de Indivíduo 108-1. O indivíduo é uma mulher afro-americana, com 51 anos de idade (ver Adendo 108-1), que trabalhava anteriormente como caixa em █████ ██████ ███████, uma pequena loja de ferragens em ████████████, Kentucky. SCP-108 está alojado na Área-17 desde ██-██-████.

Exames endoscópicos em SCP-108 indicam que o local acessível através das narinas do indivíduo não é uma cavidade nasal humana, ao invés disso, trata-se de um complexo industrial construído durante o período nazista da Alemanha, dedicado à produção e manutenção de caças Messerschmitt Me 262 da Segunda Guerra Mundial. Explorações com endoscópios robóticos revelam que o complexo possui dimensões de cerca de 2 km x 4 km, com seu eixo mais comprido paralelo ao portal principal de entrada/saída. Embora a exploração não esteja nem perto de ser concluída, acredita-se que SCP-108 contenha centenas de estruturas de aviões em construção em sua linha de montagem, bem como três aviões terminados. Há também uma grande quantidade de restos mortais humanos no complexo, concentrados principalmente próximos à entrada/saída, com corpos de oficiais nazistas, militares, membros da Juventude de Hitler e civis (possivelmente trabalhadores ucranianos escravizados) em estado avançado de deterioração. Há sinais de um tiroteio próximo ao portal de entrada/saída, o que sustenta a hipótese de que os militares alemães foram invadidos pelos civis e mortos na luta que se seguiu. Alguns cadáveres mostram sinais de canibalismo.

As explorações utilizando endoscópios robóticos prosseguem e foram instaladas iluminações de LED de alta descarga (instaladas peça a peça com a técnica "navio na garrafa"). Exames endoscópicos do interior de SCP-108 mostram uma grande "porta de hangar", com algum tipo de tranca pneumática dupla e tamanho suficiente para comportar a passagem de dois caças montados, lado a lado. Existe também uma linha de produção que permitiria que aviões danificados e entregas entrassem por um dos lados da porta de hangar e que aviões reparados ou construídos saíssem pelo outro. Virar o endoscópio em um ângulo de 180 graus mostra a entrada do local como uma área de escuridão total, com duas fendas no formato de narinas. Uma das fendas está conectada à narina que estiver recebendo o endoscópio, e a outra conectada ao interior de uma cavidade nasal humana. Testes de DNA revelam que a cavidade nasal pertence ao indivíduo. A área escura é impenetrável e absorve todas as frequências de luz emitidas pelo endoscópio. A área escura é elástica e flexível ao toque.

Aparentemente, o sistema de portais é um arranjo único com três saídas. Se o mundo exterior for chamado de A, o interior da fábrica Me 262 de B e a cavidade nasal do indivíduo de C, então o fluxo ocorre da seguinte maneira:

  • Qualquer coisa (incluindo gases e luz) que saia de A, termina em B.
  • Itens saindo de B, terminam em C.
  • Itens saindo de C, terminam em A.

Presumivelmente, em 1944 a intenção era de que C e A fossem o interior e o exterior de um hangar duplo em Tempelhof, baseado na arquitetura das portas.

Adendo 108-1: Indivíduo alega que estava tentando fazer um truque de mágica para se preparar para atuar como palhaça em uma festa infantil. Após martelar um prego de ferro galvanizado de 4 cm em sua cavidade nasal, ela não conseguiu segurá-lo e deixou o objeto cair dentro de seu nariz. Imediatamente percebeu um "fedor azedo horrível" e sofreu náuseas e desorientação. Assoar o nariz não surtiu qualquer efeito, e não deixou resíduos no lenço. Ela é capaz de respirar normalmente pelo nariz. Após cerca de três dias, indivíduo se acostumou com o "cheiro do cu do inferno" e atuou na festa infantil, para a alegria de seu sobrinho.

Cerca de uma semana depois, após ignorar diversas reclamações sobre seu hálito, indivíduo foi diagnosticado com pneumonia e submetido a um tratamento de Roxitromicina. A pneumonia respondeu aos antibióticos, mas reincidiu uma semana depois. Seu médico geral também percebeu que exames nasais com um otoscópio não mostravam nada além de escuridão, ao invés do interior do nariz. Após ser internada no hospital por pneumonia crônica, um exame com um endoscópio de fibra ótica de 1 m permitiu que o aparelho fosse inserido em quase toda sua extensão. O otorrino responsável pelo exame notou ter visto o que parecia ser uma "insígnia com a águia nazista" pelo endoscópio. As anotações dos especialistas sobre o caso foram mantidas em um sistema de prontuários digital e interceptadas pela Fundação durante uma varredura ██████-████-██████-███-█████ de rotina.

Indivíduo foi coletado sem incidentes pela Força Tarefa Épsilon-9, disfarçada como uma equipe de avaliação de altos riscos em uma operação ocorrida em uma madrugada de Junho de 19██. Ao final da operação, o médico geral, o otorrinolaringologista e outros 11 funcionários do hospital foram rescindidos. O indivíduo foi examinado por funcionários da Fundação e foi instalado nela um sistema de filtragem de ar, com as peças passadas pelas narinas e instaladas como um "navio em uma garrafa". Os filtros devem ser trocados regularmente quando ficam gastos (cerca de uma vez por semana), pois o indivíduo está essencialmente inalando a atmosfera de uma vala de guerra nazista.

Embora inicialmente hostil à Fundação, o indivíduo respondeu bem aos protocolos avançados de condicionamento psicológico e hoje aceita sua situação. Foi proposto um plano para fazer o "backup" de todas as informações críticas da Área-62 usando SCP-108: as informações poderiam ser gravadas em cartões MicroSD ou similares e inseridos nas narinas do indivíduo, fornecendo uma maneira segura de preservar estes conteúdos no caso de um evento classe-XK. Pesquisas continuam buscando uma maneira de mover o portal dimensional das narinas do indivíduo para outro local e de determinar a localização física da fábrica para verificar se é possível acessá-la de outra forma.

O prego de ferro galvanizado original ainda não foi encontrado.


Artigo Original

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License