SCP-113
Avaliação: 0+x
scp113
SCP-113

Item nº: SCP-113

Classe do Objeto: Seguro

Procedimentos Especiais de Contenção: SCP-113 deve ser mantido na armazenagem padrão da Área-23. SCP-113 pode ser manuseado utilizando luvas de laboratório. Nenhum organismo pode ser exposto a SCP-113 sem autorização prévia. Funcionários expostos a SCP-113 devem ser mantidos sob observação médica por 7 dias.

Descrição: SCP-113 lembra um pequeno pedaço de jaspe vermelho polido. Análises mostram que SCP-113 não é composto de jaspe, mas [REMOVIDO] de composição similar à de outros objetos recuperados.

Quando SCP-113 entra em contato direto com o corpo de um organismo possuidor de cromossomos sexuais, as características físicas deste organismo associadas ao gênero e ao sexo biológico são transformadas (incluindo seu código genético e características sexuais secundárias), revertendo-as ou alterando-as.

Este processo ocorre em quatro estágios:

Estágio 1: Dura aproximadamente 0,2 segundos. SCP-113 se liga às células tocadas pelo objeto e induz uma alteração química desconhecida. Este processo causa dano aos tecidos similar ao de queimaduras leves, e é impossível remover SCP-113 do indivíduo até o fim de todos os estágios.

Estágio 2: Dura aproximadamente 20 segundos. SCP-113 emite uma onda eletromagnética de baixa intensidade que percorre o corpo do indivíduo. Indivíduos podem apresentar náuseas e vômito, além de uma sensação lancinante pelo corpo.

Estágio 3: Dura aproximadamente 60 segundos. Neste estágio, a estrutura celular do indivíduo é temporariamente transformada. A composição das células alteradas varia largamente desde células identificadas como humanas até variações ímpares de células tronco parcialmente diferenciadas. Durante os últimos 20 segundos deste estágio, o indivíduo sofre estímulos extremos em todos seus nervos sensoriais, descrevendo o processo como extremamente doloroso. A morte é possível, por choque, neste estágio, em indivíduos em más condições de saúde.

Ao fim deste estágio, o gênero biológico do indivíduo é permanentemente alterado. Na maioria dos casos, o gênero do indivíduo será alterado para seu oposto. Todas as características sexuais primárias e secundárias são igualmente alteradas.

Estágio 4: SCP-113 se desliga do indivíduo e torna-se inerte.

Indivíduos com cromossomos sexuais atípicos para suas espécies (como humanos intersexuais) são afetados por SCP-113 de maneira imprevisível. Em indivíduos humanos intersexuais, este fato parece ser influenciado pela identidade de gênero; alguns indivíduos podem permanecer não afetados, outros podem adquirir corpos femininos ou masculinos (com os cromossomos correspondentes); também é possível a ocorrência de outros resultados.

A identidade de gênero de humanos não é, tipicamente, alterada por SCP-113. Em indivíduos com identidades de gênero fora do padrão (tipicamente definidos como possuidores de identidades que não correspondem ao gênero biológico), os efeitos psicológicos são, geralmente, positivos. Em indivíduos com identidades de gênero padrão (masculino/feminino, correspondendo ao gênero biológico anterior à exposição a SCP-113), os efeitos psicológicos são, em geral, negativos. Estas reações parecem ser fenômenos psicológicos naturais, e não um efeito anômalo de SCP-113. Está sob investigação a hipótese de que SCP-113 altere seus efeitos dependendo da presença de identidades de gênero fora do padrão.

A exposição a SCP-113 provoca efeitos incomuns em certas espécies. Em Varanus komodensis (dragão de Komodo), um número de indivíduos ZW/ZZ teve seus cromossomos alterados para WW, ao invés de ZZ ou ZW, o que provocou, em todos os casos, a morte da cobaia. Em Caenorhabditis elegans (um nematelminto), nenhum indivíduo masculino foi criado, embora a espécie possua dois sexos (hermafrodita e masculino). Cobaias masculinas tornaram-se hermafroditas e cobaias hermafroditas não foram afetadas. (Nota: Em grupos naturais, C. elegans do sexo masculino são extremamente raros).

Indivíduos de espécies de sexo único ou hermafroditas (como minhocas comuns) não são transformados por SCP-113; nestes casos, o processo do objeto pára no segundo estágio e o objeto se torna inerte.

Indivíduos anteriormente afetados por SCP-113 podem sofrer seus efeitos novamente ao entrar novamente em contato com SCP-113 após cerca de 60 segundos após a primeira transformação. Entretanto, em 25% dos casos, o segundo contato imediato com SCP-113 transforma o indivíduo incorretamente. As falhas na transformação são variadas, mas em geral provocam danos massivos aos ossos, órgãos e tecidos do indivíduo, bem como obliteração total ou parcial da genitália. Esta ocorrência geralmente provoca a morte do indivíduo por falência múltipla de órgãos ou hemorragia interna.

A chance de incorreção pode ser alterada impedindo o contato dos indivíduos transformados com SCP-113 por longos períodos de tempo, variando de indivíduo para indivíduo; os padrões para estas variações estão sendo investigados. Em circunstâncias normais, a chance de falha na transformação aumenta exponencialmente com múltiplas exposições ao objeto. Indivíduos capazes de sobreviver às mudanças imediatas e repetitivas eventualmente transformam-se em [DADOS EXPURGADOS] Outros elementos anômalos continuam a surgir conforme o número de exposições é aumentado.


Artigo Original

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License