SCP-128
Avaliação: 0+x

Item nº: SCP-128

Classe do Objeto: Euclídeo

Procedimentos Especiais de Contenção: SCP-128 deve ser mantido em uma câmara medindo pelo menos 10 m x 10 m x 5 m, com paredes e porta reforçadas com placas de aço de 5 cm. Ao adentrar a câmara de contenção, funcionários devem estar vestindo trajes completos de armadura corporal pesada, equipados com placas balísticas. Objetos soltos com massa superior a 5 kg são estritamente proibidos. Roupas e objetos pessoais são, geralmente, considerados seguros, pois a identidade parece ser incapaz de distingui-los de seus portadores. Instrumentos de escrita, moedas e outros pequenos objetos representam perigos consideráveis à segurança dos funcionários e, portanto, devem ser portados de maneira moderada.

Quaisquer objetos presentes na câmara devem ser removidos por sucção antes da entrada de funcionários. Após a saída dos indivíduos, objetos pequenos devem ser fornecidos a SCP-128, tanto para facilitar os estudos de seu comportamento quanto para aliviar a monotonia (caso ocorra). Em caso de fuga, a área ao redor da contenção será evacuada, em seguida, serão possivelmente feitas tentativas de reconduzir SCP-128 para sua contenção. Experiências anteriores sugerem que a última etapa é desnecessária, pois a entidade não demonstra interesse em deixar as premissas e, eventualmente, retorna à sua câmara por conta própria.

Descrição: SCP-128 não possui forma material. O objeto se manifesta através de um suprimento aparentemente infinito de energia cinética, transferível para qualquer objeto sólido e inorgânico em seu campo de visão. Experimentos revelam diversos limites nas habilidades do objeto, possibilitando sua contenção. Primeiramente, a atuação da entidade parece estar limitada a um campo visual, tornando-a incapaz de ver ou manipular objetos localizados atrás de superfícies opacas. Trancas localizadas atrás de portas, por exemplo, são geralmente consideradas suficientemente seguras, desde que a entidade não seja capaz de quebrá-las por outros meios (como fraturas). Em segundo lugar, SCP-128 não é capaz de atravessar barreiras sólidas ou aberturas com áreas menores que dois centímetros quadrados. Portanto, uma câmara feita de material sólido e regular, com uma porta segura, é suficiente para conter a entidade.

É difícil determinar se SCP-128 possui inteligência ou é meramente um escape arbitrário de energia, originado em outro local. O objeto aparenta ter algum grau de consciência, indicado por uma preferência estatística leve por objetos não-familiares, mas é incapaz de interagir com matéria de orgânica de forma alguma, além de não demonstrar conhecimento sobre sua contenção.

É interessante notar que pesquisas indicam que, embora SCP-128 seja normalmente incorpóreo, ao ser exposto a um volume de cerca de quatro centímetros cúbicos a entidade se torna tangível e incomprimível. Isto parece explicar sua incapacidade de escapar utilizando aberturas menores.

O foco principal das pesquisas envolvendo SCP-128 envolve seu uso para geração de eletricidade, uma vez que o objeto não parece utilizar nenhuma fonte energética. Seu uso como fonte de energia geraria baixas cargas, mas seria efetivamente infinita.

Ao receber materiais sólidos, SCP-128 geralmente se manifesta como um campo ou um enxame de objetos flutuantes. Este campo varia em tamanho de vinte centímetros cúbicos até cento e vinte e cinco metros cúbicos. Embora a energia que movimenta estes objetos seja, teoricamente, ilimitada, ela é exercida de maneira imperfeita: é altamente improvável que qualquer objeto animado exceda 100 kg de massa e aqueles que chegam perto desta quantia se movem de forma bastante lenta. Os objetos mais perigosos são aqueles no intervalo de 0 a 5 kg, que podem ser acelerados a grandes velocidades de maneira inesperada.

Os objetos sob controle de SCP-128 não apresentam padrões de movimento previsíveis. Em geral flutuam a velocidades que vão desde praticamente estáticas até supersônicas, e podem ser arremessados com forças consideráveis. Por razões desconhecidas, alguns objetos não são afetados.


Artigo Original

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License