SCP-135
Avaliação: 0+x

Item nº: SCP-135

Classe do Objeto: Euclídeo

Procedimentos Especiais de Contenção: SCP-135 deve ser contido em uma câmara de acrílico particionada medindo, pelo menos, 7 m em seus lados. Todas as secções devem ser completamente seladas uma das outras para evitar contaminações. SCP-135 em si deve permanecer na secção central com entre 1,0 e 1,5 metros de área, circulada por uma trincheira de 5 cm de largura, ligada a um tanque, cujo conteúdo deve ser drenado e incinerado semanalmente. O restante do espaço na câmara de contenção deve ser utilizado para manter 5 tanques de coleta química, sendo um tanque por secção. Somente um corredor de acesso deve levar a secção de SCP-135 até o exterior da câmara. Nenhum funcionário deve se aproximar do raio dos efeitos de SCP-135; todas as tarefas como manutenção, limpeza, coleta de amostras, etc. devem ser executadas por robôs controlados remotamente. Não é necessária a aplicação de medidas disciplinares àqueles que violarem esta regra, pois acredita-se que os efeitos de SCP-135 configuram, em si, punição o suficiente. Os robôs devem receber manutenção e limpeza periódicas, feitas por funcionários de Nível 1.

Uma vez por semana, a secção de SCP-135 deve ser lavada com Solução U82-B, até que sua superfície normal esteja completamente visível. Em caso de emergência, lança-chamas podem ser utilizados para reduzir a massa rapidamente.

Descrição: SCP-135 é uma fêmea humana com entre █ e ██ anos de idade, capaz de promover crescimento celular rápido e descontrolado a um raio de 2,25 m de si mesma. Ela permanece rigidamente em posição fetal, e nunca foi vista se locomovendo. O efeito de SCP-135 é carcinogênico para tecidos animais e induz neoplasias malignas em tecidos vegetais e fungais em 100% dos casos registrados, com gravidade e nível de desorganização exponencialmente proporcionais à proximidade de SCP-135. A 0,1 m, as células tornam-se imortais, mesmo em condições onde deveriam morrer, fazendo com que SCP-135 permaneça coberta por uma massa em crescimento constante composta por matéria vegetal, fúngica e outros microrganismos. Esta condição de "imortalidade" se estende também às células de SCP-135, e o objeto foi observado como não possuindo epiderme, mas ao invés disto sendo revestido por uma crosta de plantas e fungos que se incorporaram à pele de SCP-135, intercalada por uma série de tumores e pedaços de carne viva.

Os pulmões, diafragma e intestinos de SCP-135 encontram-se rompidos, com tumores que se estendem às cavidades torácica e abdominal. O objeto foi equipado com tubos plásticos de alto diâmetro utilizados para drenar excessos de matéria orgânica.

A Fundação adquiriu SCP-135 após o objeto, rodeado por uma esfera de tumores e crescimentos, ter rolado uma ladeira abaixo nas Montanhas ███████, esmagando um alpinista que se encontrava em uma trilha logo abaixo. Amnésicos classe B foram administrados aos civis e policiais envolvidos, e o incidente foi encobertado como sendo causado por um par de bodes machos que teria escorregado e caído do penhasco durante um duelo por dominação. Exames posteriores da massa revelaram parte do esqueleto de um ser humano do sexo feminino em seu interior, com ██% de sua superfície coberta por osteosarcomas. SCP-135 foi encontrada entre a caixa torácica e a pelve do esqueleto, e estima-se que, no momento, possuía entre █ e █ anos de idade. Uma amostra de DNA da medula do esqueleto foi coletada e testes confirmaram com certeza de ██,█% que a ossada pertencia à mãe biológica de SCP-135.

Todos os funcionários envolvidos na busca e apreensão de SCP-135 foram mais tarde diagnosticados com diversas formas de câncer. Dos ██ indivíduos afetados, somente █ encontram-se vivos neste momento.

Tentativas de rescindir SCP-135 com disparos, lança-chamas, materiais cáusticos e pressões positivas e negativas extremas fracassaram. Novas tentativas de rescisão foram proibidas por ordem de O5-██, devido ao potencial de uso de SCP-135 para o cultivo de bactérias úteis. Ver o Documento-135 para mais informações sobre o conteúdo dos tanques de cultivo localizados nas partições da câmara de SCP-135.

Eletroencefalogramas confirmam atividade cerebral normal. Nenhuma tentativa de comunicação com SCP-135 deve ser feita no momento.


Artigo Original

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License