SCP-140
Avaliação: 0+x
140.jpg
Uma reprodução de SCP-140

Item nº: SCP-140

Classe do Objeto: Keter

Procedimentos Especiais de Contenção: SCP-140 nunca deve ser aproximado a menos de 15 m de qualquer fonte de tinta comum, sangue humano, ou de qualquer outro fluido adequando à escrita. Qualquer contaminação por tinta ou sangue deve ser relatada imediatamente. Todas as cópias de SCP-140 criadas em sua impressão original devem ser encontradas e destruídas assim que possível. Somente SCP-140 deve ser preservado, com a finalidade de pesquisa, de antecipação e da catalogação e registro de possíveis SCPs criados à partir do objeto.

SCP-140 encontra-se contido na Área-76 em uma câmara selada contendo uma única escrivaninha. Neste momento, nenhum tipo de pesquisa deve ser realizada utilizando o SCP-140 original; pesquisadores devem, ao invés disto, ler cópias preparadas do objeto sem a assinatura do autor, que não possuem suas propriedades. Caso seja aprovada alguma pesquisa, SCP-140 não deve ser removido da câmara, e seus leitores não devem permanecer em contato com o objeto por mais de 9 horas. O acesso ao objeto requer autorização por escrito do pesquisador chefe, contendo os propósitos específicos do teste em questão. Um guarda armado deve ser posicionado no lado externo da câmara, autorizado a tratar tentativas de furto ou extravio com força letal.

Caso algum funcionário demonstre obsessão com SCP-140 ou sinais de contaminação memética, este indivíduo deve receber um amnésico Classe A, ter memórias falsas implantadas, se necessário, e ser transferido para outro projeto. Funcionários transferidos devem permanecer sob observação para sinais de recaída.

Descrição: SCP-140 é uma cópia de um livro impresso, encadernado com uma capa preta mundana e com um número desconhecido de páginas brancas. Sua sobrecapa foi perdida, mas o título "Uma Crônica dos Devas" pode ser lido facilmente. A capa interna foi assinada pelo autor, cujo nome é indecifrável. O texto cita direitos autorais de 19██. Análises minuciosas indicam que o objeto contém muito mais páginas entre suas capas do que seria normalmente possível.

Leitores relatam sentir paranoia, mal-estar e, ocasionalmente, náusea ao ler SCP-140, embora este fato possa estar ligado à composição do livro. Apesar disto, leitores quase universalmente descrevem SCP-140 como sendo fascinante, e demonstram interesse contínuo no conteúdo do objeto, apesar de seu teor ser ocasionalmente transtornante. Um em cada quinze leitores aponta que SCP-140 possui um leve odor de sangue seco.

SCP-140 é uma descrição detalhada de uma civilização antiga, originada no que hoje é a parte sul-central da Sibéria, identificada como os Devitas. Assim como todas as culturas, os Devitas evoluíram e sofreram mudanças ao longo do tempo, mas demonstram uma continuidade incomum. Características comuns à cultura devita em todos os seus períodos incluem militarismo, conquistas territoriais, reverência aos ancestrais, centros urbanos contendo grandes populações de escravos, sacrifícios humanos horrendos e a prática de rituais taumatúrgicos aparentemente eficazes. Diversas das relíquias e criaturas criadas pela cultura devita seriam perigosas o suficiente, se os relatos forem confiáveis, para merecer contenção individual.

Caso SCP-140 entre em contato com qualquer fluido adequado para a escrita ou com sangue humano, a descrição da história da civilização devita se expande. Sangue humano parece ser a substância mais "potente", mas em todos os casos, a quantidade de material utilizado não corresponde proporcionalmente à quantidade de escrita. Embora estes novos segmentos ocasionalmente contenham novas descrições de rituais e da cultura ou ilustrações de informações mencionadas anteriormente, eles mais frequentemente incluem informações novas e mais recentes registrando a história contínua da civilização devita, ou descrevem novos indivíduos e artefatos. Derrotas anteriormente decisivas tornam-se meros obstáculos; novas pessoas e eventos são inseridos. Arqueólogos da Fundação encontraram novos artefatos e sinais da civilização Devita correspondentes às descrições em locais correspondentes aos relatados, algumas vezes em escavações que já tinham sido completamente exploradas.

Apesar de em diversos momentos os Devitas terem se organizado em uma série de cidades-estado, eles parecem voltar constantemente a um regime imperialista regido por uma aristocracia teocrática (os "devas"), praticantes de canibalismo e taumaturgia. Embora inicialmente a Fundação acreditasse que os devas fosse uma classe hereditária, reciclando o nome de indivíduos importantes, indícios e os eventos transcorridos em ██-██-20██ agora sugerem que os devas possuíam longevidade sobrenatural, resultante de [REMOVIDO]. Diversos pesquisadores, especialmente Professor ███████, concluíram que os devas eram tão diferentes dos humanos atuais que configurariam uma sub-espécie distinta. Esta conclusão é sustentada pelas representações gráficas contidas em SCP-140 e por [DADOS EXPURGADOS].

SCP-140 é notavelmente detalhado considerando sua natureza e origem, sendo mais similar a uma biografia do que a um texto histórico. O objeto inclui descrições lúgubres de rituais de sacrifício, descrições de batalhas, do cotidiano e histórias pessoais das vidas de diversos indivíduos notórios, incluindo citações e datas de nascimento. Mais de ███ indivíduos diferentes foram identificados, incluindo o indivíduo presentemente denominado SCP-140-A, dos quais somente ██ tiveram suas mortes registradas.

Arqueólogos da Fundação descobriram diversos locais contendo ruínas consistentes com a suposta cultura devita em diversos pontos na Sibéria, norte do Irã e Mongólia. Artefatos e indícios de conflitos e contatos interculturais foram encontrados se estendendo ao oeste até os Cárpatos, e ao leste até o norte do Paquistão e à China. Isto inclui SCP-[REMOVIDO].

Adendo 140a:

SCP-140 foi originalmente descoberto no escritório do historiador falecido, ███████ ██████. O indivíduo foi encontrado em seu escritório na Universidade █████, tendo perecido após infligir em si mesmo lacerações nos dois pulsos. Os colegas de ██████ alegaram, ao ser entrevistados, terem encontrado um bilhete com escrita desbotada na caligrafia de ██████, próximo a SCP-140. Todas as testemunhas receberam amnésicos Classe A e tiveram memórias falsas implantadas.

O bilhete de ██████ continha:

Eu preciso saber. Me desculpem.

Todos os livros a até 15 m de distância, exceto alguns sobre a história da região, foram encontrados em branco; os restantes agora incluíam registros de supostas interações entre a civilização Devita e as respectivas culturas de cada livro, ou discussões sobre a história e cultura devitas. Estes textos foram confiscados. Todas as outras formas de mídia impressa foram encontradas em branco. Todas as canetas, impressoras e cartuchos foram encontrados vazios.

Adendo 140b:

Embora SCP-140 tenha sido publicado durante o século 20, a linguagem do livro sugere que o mesmo teria sido escrito baseado na experiência pessoal de seu autor desconhecido. Investigadores da Fundação rastrearam a publicação de SCP-140 até a gráfica [DADOS EXPURGADOS], onde encontraram uma remessa contendo ██ cópias auto-publicadas por um indivíduo abastado doravante denominado SCP-140-A. A assinatura de SCP-140-A encontrada no recibo da remessa corresponde à assinatura estranha presente em SCP-140.

Mais de 4█ cópias desta remessa tiveram sua tinta aparentemente drenada pelas outras ██ cópias, mas estima-se que entre █ e ██ cópias estejam faltando. Dois eventos de expansão do texto foram relatados em momentos em que SCP-140 não estava sendo exposto a qualquer tipo de fluido, ou removido de sua câmara.

Uma investigação e busca pelo autor de SCP-140 está ocorrendo. Em caso de contato, é recomendado que os agentes [DADOS REMOVIDOS].

Adendo 140c:

Através do estudo de SCP-140 e de outros objetos apreendidos, relacionados à cultura devita, pesquisadores concluíram que, transpostos à era moderna, a ressurgência de uma civilização devita hostil na história, em algum momento além do ano 1███ D.C., constituiria uma ameaça grave e possivelmente retroativa à Fundação e à civilização moderna. Mesmo projeções otimistas da ressurgência dos devitas na era moderna sugerem a ocorrência de uma restruturação da sociedade moderna e um conflito mundial de nível-CK, com projeção de mortes estipulada em pelo menos [REMOVIDO], além do fim do sigilo da Fundação.

Adendo 140d:

O diário de ███████ ██████, encontrado em seu computador pessoal em [DADOS EXPURGADOS], indica que durante sua leitura inicial de SCP-140, o livro terminava com a destruição quase absoluta da civilização Devita e com o genocídio de todos os deva em 2██ B.C. cometido pelas forças chinesas do General Qin Kai. Como resultado de diversas falhas de contenção subsequentes, incluindo as descritas no diário, quantidades enormes de novo material foram adicionadas, descrevendo sobreviventes que se reagruparam e migraram para outra região da Sibéria central, reconstruindo seu império rapidamente e continuando a avançar cultural e tecnologicamente. No momento, o império é descrito como tendo sido finalmente destruído por Gengis Khan durante seu período inicial de conquistas, embora o destino de diversas pessoas e cidades importantes tenha sido deixado ambíguo pelo texto. Arqueólogos da Fundação serão enviados para [EXPURGADO] para executar investigações e pesquisas.

Adendo 140e:

Após o incidente em ██-██-20██ nas escavações em [DADOS EXPURGADOS], com mais de ███ mortes, todos os arqueólogos encarregados com a escavação de áreas em que suspeite a presença de artefatos ou ruínas devitas devem estar acompanhados por uma equipe completa e armada de segurança. SCP-140-1 foi neutralizado. SCP-140-2 permanece desaparecido. Todos os outros contatos e artefatos foram destruídos quando a escavação foi atingida por um míssil transatlântico. O agente ██████ recebeu louvores e foi tratado para se recuperar de transtorno de estresse pós-traumático. Dr. ████ recebeu uma homenagem póstuma por sua coragem.

No momento, está ocorrendo uma investigação para determinar o possível envolvimento de SCP-140-A ou de seus agentes nos eventos ocorridos em ██-██-20██.


Artigo Original

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License