SCP-205
Avaliação: +1+x

Item nº: SCP-205

Classe do Objeto: Euclídeo

Procedimentos de contenção especiais: SCP-205-1 e SCP-205-2 estão contidos dentro da Câmara 52 no Setor-23, sob observação regular via sala de observação adjacente. SCP-205-1 e SCP-205-2 devem ser alimentados com energia e colocados em frente a tela de projeção branca na parede oposta à janela de observação em todos os momentos. A câmara 52 requer manutenção mensal para garantir o funcionamento contínuo de ambos os objetos SCP, sua fonte de alimentação e os controles de ativação remota. Peças sobresselentes e lâmpadas devem ser levadas em mãos em caso de necessidade de troca. A manutenção é suspensa durante o último mês do ciclo do SCP-205, que ocorre em abril e outubro de cada ano. Deve-se permitir que as luzes falhem e a câmara deve ser selada por um período de 30 dias antes da segurança local entrar para fazer as manutenções necessárias para a observação continua e de contenção.

Durante a manutenção é fundamental que apenas um do par de SCP-205 esteja desligado a cada vez. Se ambos os objetos perderem o poder ou deixarem o funcionamento normal da câmara, a mesma deve ser selada por um período de 30 dias antes da segurança local poder entrar para reengajar poder e recuperar os restos de qualquer pessoal perdido na câmara.

Enquanto se aguarda a avaliação e os testes, a observação deve continuar e o SCP-205 deve ser transferido para armazenamento permanente.

Descrição: SCP-205 é um par de lâmpadas de iluminação utilizadas em fotografia. A luz emitida por cada lâmpada se comporta de uma forma única para o SCP-205 e passa completamente através de toda a superfície que não é de cor branca. Uma vez que a luz entra em contato com uma superfície branca, ela se dispersa e reflete como uma luz normal e perde quaisquer propriedades não naturais.
Se a luz continua ininterrupta através de qualquer matéria, não lançando nenhuma sombra, cada lâmpada irá exibir a sombra uma jovem mulher não identificada em qualquer superfície branca plana, como a tela de projeção na Câmara 52. Seja ou não essa sombra corresponde a qualquer pessoa viva ou morta, isso ainda tem que ser determinado, a sombra parece reencenar uma série específica de eventos que levaram à morte da mulher.

Mesmo se as lâmpadas são ligeiramente movidas, a sombra permanece distinta e não perderá o foco ou se mover[a junto com a lâmpada.

Quando alimentado com energia estável e mantida, o par SCP-205 vai passar por um ciclo de seis meses que termina no dia 30 de abril e 31 de outubro de cada ano. Nem a inclusão de um dia extra durante um ano bissexto nem falhas de operação intermitentes alteram essas datas, assim o ciclo do SCP-205 parece estar ligada ao calendário padrão em vez de uma passagem de tempo.

SCP-205 será desligado à meia-noite no último dia de cada ciclo. Quaisquer pessoas que entram ou que estejam já dentro da Câmara 52 quando as luzes são desligados serão violentamente agredidos por forças invisíveis de uma maneira consistente com o destino sofrido pela mulher sombra, independentemente de quaisquer outras fontes de luz no quarto.

As lâmpadas são desligadas no final de um ciclo normal de seis meses, e podem ser ativadas remotamente para terminar imediatamente o perigo e iniciar um novo ciclo. Se as lâmpadas deixam de funcionar por qualquer outro motivo, a Câmara 52 permanecerá perigosa, devendo permanecer selada durante pelo menos 30 dias, independentemente do estado do própria SCP-205. Durante uma fase perigosa qualquer equipamento na sala pode ser danificado, embora por muitas vezes, as lampadas do SCP-205, não estavam danificadas.

Em duas ocasiões, [expurgado DATA] foram esculpidas nas paredes. Isso implica fortemente que [DATA expurgado] exibindo uma consciência de procedimentos de contenção atuais.

Visão geral do ciclo do SCP-205: Para o primeiro mês de operação, SCP-205 irá exibir uma imagem fixa de uma mulher em uma pose provocante. Embora variações tenham sido observadas na postura e roupas da mulher, o indivíduo parece ser distinto e consistente através de todos os ciclos. Durante a última semana do primeiro mês, a sombra vai começar a mover-se ligeiramente, como se o indivíduo estivesse se deslocando seu peso ou tornando-se desconfortável. Seu cabelo e roupas serão observados a vibrar de forma que não correspondem a qualquer movimento da atmosfera de dentro Câmara 52. Até o final do primeiro mês do calendário a sombra vai quebrar a pose e passar as próximas oito horas se movendo através de uma série de poses que implicam uma sessão de fotografia completa, com mudanças de roupa e pausas curtas, às vezes, incluindo uma refeição.

Após esta sessão, a sombra estará constantemente em movimento pelos próximos cinco meses, o que indica uma pantomima dos últimos dias da vida de uma jovem modelo antes de ser brutalmente assassinada no final do ciclo. A sombra da mulher nunca vai além dos limites da tela de projeção. As sombras de objetos que a mulher parece estar interagindo não aparecem a menos que eles estejam sendo apanhados ou transportados, com excepção do mês final do ciclo, onde quaisquer outros objetos que a sombra parece estar interagindo não são vistos.

Embora o ciclo é um pouco diferente a cada vez, certas consistências são observadas. O indivíduo retratado parece ter tomado a fotografia como um hobby, além de parecer ser uma modelo. Seu comportamento implica uma grande quantidade de interação social, embora com uma falta de intimidade e de comportamento que indica que vive sozinha, em vez de com a família ou um parceiro. Um encontro sexual implícita com um parceiro invisível ocorre no segundo ou terceiro mês do ciclo e exatamente sessenta e seis encontros sexuais explícitos ocorrer no mês final do ciclo.

Durante o último mês do ciclo em abril e outubro, sombras distintas da jovem são exibidas. Estas sombras têm corpos nus masculinos exagerados e chifres salientes saindo do crânio, embora nenhuma forma fálica seja observada, mesmo durante as exibições sexuais que ocupam os últimos dias do ciclo. Apenas uma sombra aparece em primeiro lugar, interagindo com a mulher de uma maneira que sugere que eles se conheceram em uma festa ou reunião social. A mulher não pareceu notar a natureza incomum da outra sombra e joga para fora uma série de diferentes interações românticas com ela. A sombra cornuda voltará para jantar com a mulher, se envolver em conversas silenciosas e acompanhá-la em passeios. Um evento recorrente envolve a sombra cornuda introduzindo a mulher a pelo menos duas outras figuras de chifres idênticos. Após a segunda semana do mês a mulher tira fotografias de um ou mais das sombras com chifres durante um de seus passeios, sempre com uma câmera não-digital que tem sido consistente através de todas as visões observadas do ciclo SCP-205. Após este acontecimento, encontros sexuais explícitos começarão entre a mulher e uma das figuras, com aumento em intensidade e frequência até o final da terceira semana.

Durante a última semana do mês, a mulher parece revelar o filme em sua câmera pela primeira vez desde o dia em que fotografou a sombra masculina. Sua reação às fotografias é de choque e horror, e seus movimentos depois sugerem que ela tenta fugir e procurar abrigo atrás de uma porta trancada, presumivelmente em sua casa. Lá, ela é encontrada por várias instâncias da figura de sombra com chifres que atacam-na repetidamente durante o restante da semana. É fortemente implícito que ela é morta durante este processo, embora os ataques irão prosseguir até ao final do ciclo.

No último dia do ciclo de uma das sombras de chifres começa a crescer de uma forma que sugere que o individuo esteja se aproximando das lâmpadas do SCP-205 diretamente. Ele acabará por nublar todas as outras sombras e neste momento ambas as luzes serão fisicamente desligadas,

hominidsculpture
Recuperada da câmera encontrada com o SCP-205-2. Origem desconhecida.

Adendo: SCP-205-1 tem estado na posse da Fundação desde ██-██-████, e SCP-205-2 é idêntico em todos os sentidos, incluindo o número de série. Foi descoberto em um quarto de motel saqueado em ████, ██ em █-██-████. Nenhum sinal da identidade ou paradeiro do ocupante foram encontrados, embora uma câmera semelhante à exibida no sexto mês do ciclo SCP-205 também foi recuperado. A maior parte do filme que continha estava arruinado pela exposição, ver anexo "foto" para averiguação da imagem que foi desenvolvida a partir da câmara.

Incidente 205-76b: No dia 28-10-████, a lâmpada do SCP-205-2 queimou. Pesquisador M. N████████ foi enviado para Câmara 52 para substituir a lâmpada durante uma das agressões de fim de ciclo. Após a abertura da porta da Câmara 52, todos as sombras de chifres dentro da visão cessaram a sua atividade e se viraram em direção à porta. O Pesquisador N████████ voltou a encerrar a câmara e se recusou a entrar para realizar a manutenção. As figuras não retomaram sua atividade habitual por aproximadamente três horas.

Incidente 205-77a: No dia 28-04-████, a lâmpada do SCP-205-2 explodiu. As figuras de sombra cessaram toda a atividade e olharam para a porta da câmara. Nenhuma equipe foi enviada para substituir a lâmpada, Câmara 52 foi selada e abandonada por 30 dias de acordo com o procedimento.

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License