SCP-548
Avaliação: 0+x
scp-548.jpg
SCP-548

Item Nº: SCP-548

Classe do Objeto: Euclídeo

Procedimentos Especiais de Contenção: SCP-548 deve ser mantida a 24°C em um viveiro de 50 cm x 50 cm. O invólucro deve ser composto por vidro de borosilicato modificado com elevada resistência ao choque térmico, ou de outros materiais incapazes de ficarem quebradiços por mudanças bruscas de temperatura superiores a 50°C. No caso em que SCP-548 faz uma tentativa de moer ativamente através das paredes do viveiro, o invólucro deve ser inundado imediatamente com 500 ml de nitrogênio líquido e o objeto removido temporariamente para um viveiro de aço reforçado. O objeto deve ser alimentado por ratos, um a cada 4 dias.

SCP-548 não deve ser manejada exceto se for necessária para testes. Os que interagem com ela devem ter pelo menos superficialmente familiarizado com o comportamento da tarântula e usar luvas fortemente insuladas. Se o objeto exibir qualquer comportamento agressivo, parar de interagir prontamente. Se mordido, a pessoa deve ser tratado imediatamente contra hipotermia e congelamento. Aquecimento intratorácico ativo com líquidos aquecidos é indicado para mordidas graves.

Descrição: SCP-548 é uma tarântula feminina de cor cobalto (Haplopelma lividum) com um corpo de cerca de 7 cm de comprimento e as pernas cerca de 11 centímetros. Seu veneno sofre uma reação altamente endotérmica em contato com o tecido vivo; uma única picada, injetando de menos do que 0,5 ml de veneno, provoca uma queda de temperatura média de 38°C, na zona afetada. Uma mordida é suficiente para provocar a congelação localizada num ser humano, e pode até mesmo ser letal se o veneno de alcançar o sistema circulatório central. Vítimas menores do que SCP-548 são frequentemente congeladas.

Estruturas de alimentação do SCP-548 são normais para uma aranha de suas espécies, exceto para a maxila, que são extremamente dura e serrilhada. Alimenta-se através da apresentação de uma picada venenosa, em seguida, arrastando a presa para um local seguro enquanto esfria. Quando isolada, ele passa a moer tecido ainda congelado da presa em fragmentos comestíveis. Este estilo de alimentação exige força incomum na boca.

Adendo: SCP-548, como a maioria da espécie Haplopelma, geralmente evita o contato com os humanos, no entando, se encurralada, rapidamente se torna agressiva, tentando morder seu atacante antes de fugir.

O objeto pode ser congelado, sem efeitos nocivos aparentes. Ela sobreviveu a congelamentos repetidos, cada vez retomando um comportamento normal após o descongelamento. É necessária mais investigação para avaliar o mecanismo dessa resistência para determinar a sua aptidão para o armazenamento de longo prazo.


Artigo Original

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License